Comunicação tem remédio - Maria Júlia Paes da Silva

"Todas as reações físicas obedecem ao comando mental, e o que leva uma pessoa a agir, em primeira instância, é sempre a emoção."

"... quando a densidade populacional aumenta muito, os seres humanos tendem a desencadear mecanismos de proteção a muitos estímulos, como não cumprimentar, não olhar, deixar de tratar bem as pessoas. Comparemos um indivíduo que vive no interior com outro da capital: o ritmo do andar, o número de cumprimentos na rua, os olhares - tudo é diferente!"

"Os estereótipos fazem com que nossa percepção do contexto diminua e nossos mecanismos de projeção floresçam."

"As pessoas veem e ouvem apenas o que esperam e querem. Isso acontece porque tendemos a sentir e agir de acordo com os nossos próprios referenciais de vida."

O Homem do princípio ao fim - Millôr Fernandes

"O que Deus fazia antes da criação do mundo, ninguém sabe. Se fez tudo isso em seis dias apenas, imaginem que imensa ociosidade, a anterior!"

"Mestre, respeito o Senhor,
Mas não a sua Obra:
Que paraíso é esse
Que tem cobra?"

"Se o latido dos cães chegasse ao céu, chovia osso."

Mentes perigosas: o psicopata mora ao lado - Ana Beatriz Barbosa Silva

"As guerras talvez sejam o exemplo mais cruel dessa habilidade dos seres humanos em 'driblar' o inato senso moral. Para que um grupo enfrente o outro é necessário uma causa que seja aparentemente justa ou moralmente correta. Como não existe guerra moral, sempre haverá uma liderança habilidosa em manipular mentalmente as diferenças culturais, de forma a colocar uns contra os outros. A manipulação moral acaba por despertar os instintos humanos relacionados à luta pela sobrevivência. Monta-se assim o cenário perfeito para uma guerra politicamente correta e moralmente maquiada."

"A cultura influencia diretamente os valores morais de uma sociedade e cria também os parâmetros que estabelecem o status hierárquico de cada membro social. Sem dúvida alguma, a posse de bens materiais sempre foi algo valorizado nas vitrines das sociedades. Mas já existiram tempos em que o status intelectual e a retidão de caráter também eram características bastante valorizadas entre os membros de nossa sociedade. O 'saber' e o 'ser' já foram bens de alto valor moral social. Hoje vivemos os tempos do 'ter'..."

"Dispomos de uma imensa variedade de coisas que facilitam o nosso dia a dia, porém não encontramos tempo disponível para cultivarmos o nosso lado afetivo. (...) O desenvolvimento econômico nos tempos modernos fundamenta-se na crença cega de que não podemos 'parar' nunca..."

"A realização proposta por nossa sociedade só pode ser de aspecto material, pois afetos verdadeiros não podem ser adquiridos nem substituídos na velocidade que nossos tempos preconizam. (...) Repletos de conforto e tecnologia, acabamos por nos tornar cada vez mais sozinhos e menos comprometidos com nossos semelhantes."

Qual é a tua obra - Mario Sergio Cortella

"Cuidado com gente que não tem dúvida. Gente que não tem dúvida não é capaz de inovar, de reinventar, não é capaz de fazer de outro modo. Gente que não tem dúvida só é capaz de repetir."

"Por que eu preciso morar em grandes cidades, viver desesperado dentro de um carro para lá e para cá, restringir imensamente o meu tempo de convivência com as pessoas de quem eu gosto, reduzir o meu ócio criativo para ficar num lugar onde vão me oferecer apenas e tão-somente dinheiro?"

"Sim, sem dinheiro não se vive, mas só com dinheiro não se vive."

"As pessoas estão começando a fazer uma distinção necessária entre o que é essencial e o que é fundamental."

Nós, brasileiros, temos um vício, que é muito perigoso, de nos contentar muitas vezes com o possível, em vez de procurarmos o melhor."